Redação Alysson Faria

A RMP preza pela qualidade nos produtos que são oferecidos aos seus clientes: não restam dúvidas sobre isso. As linhas de pivô, axial e terminal da Perfect, possuem a certificação IATF 16949 - uma importante norma de gestão de qualidade mundial que permite atender montadoras. Para isso, a equipe de Engenharia da Perfect disponibiliza dicas relevantes na hora de trocar suas peças.

Confira as principais informações disponibilizadas pelo time Perfect em parceira com a RMP.

PIVÔ Os pivôs de suspensão ou pinos esféricos possuem a função de ligar o chassi e carroceria com a manga de eixo e telescópio de suspensão, permitindo a movimentação angular do sistema em seu próprio eixo e contribuindo na recepção das forças provenientes de acelerações, frenagens e irregularidades do solo.

Seus principais componentes são a carcaça forjada (housing), pino esférico, bucha de Poliacetal, coifa de proteção (guarda-pó) e anéis de vedação da coifa.

Dicas para a troca: Realize movimentos angulares no pino esférico antes da instalação para liberar a tensão interna entre a bucha de Poliacetal e o pino.

AXIAL

As barras axiais de direção têm a função de transmitir as forças axiais provenientes da caixa de direção para os terminais de direção e consequentemente para as rodas do veículo.

Isto garante segurança, conforto e o perfeito funcionamento nos movimentos angulares das rodas, até mesmo em solos irregulares, já que suas propriedades foram desenvolvidas para acompanhar o trabalho da suspensão do veículo. Seus principais componentes são haste forjada, copo (housing) e bucha de Poliacetal.

Dicas para troca: Utilize as ferramentas corretas para sacar e apertar os axiais, para que a caixa de direção do veículo não seja danificada. Antes da instalação, realize movimentos angulares no axial para liberar a tensão interna pré-existente.

TERMINAL

Os terminais de direção têm a função de fazer a ligação entre as barras axiais e a manga de eixo do veículo. Isso contribui na transmissão das forças axiais provenientes da caixa de direção (e anteriormente coluna de direção e volante) às rodas, possibilitando o movimento angular para a realização de manobras.

Além disso, esses componentes atuam em harmonia com o sistema de suspensão do veículo, possibilitando o esterçamento das rodas mesmo com os movimentos ascendentes e descendentes desse sistema.

Seus principais componentes são carcaça forjada (“cachimbo”), pino esférico, bucha de Poliacetal, coifa de proteção (guarda-pó) e anéis de vedação da coifa.

Dicas para troca: Antes da instalação, realize movimentos angulares no terminal para liberar a tensão interna pré-existente. Antes da troca verifique a posição inicial do terminal a ser substituído, isso proporciona uma menor correção no alinhamento do veículo.

A equipe orienta que a substituição deve ser feita de acordo com o manual da montadora, porém alertam que é recomendado revisar todo o sistema de suspensão ou de direção a cada 10.000 Km ou seis meses.

Fonte: Perfect